Paris ganha mictórios públicos que transformam urina em adubo – ECOD

Um dos grandes problemas durante grandes festas de rua é que os mictórios nunca são suficientes e muita gente faz xixi em qualquer lugar.
Mas, e se os mictórios públicos não fossem temporários? Fossem instalações fixas na cidade?
Do lado de fora da estação de trem Gare de Lyon, em Paris, duas caixas vermelhas adornadas com flores e plantas chamam a atenção dos passantes, são os chamados “Uritrottoir”.
O mictório ecológico foi criado para acabar com o hábito das pessoas de fazer xixi em via pública, mantendo a cidade limpa e livre de odor. O interior da caixa é preenchido com uma mistura de palha, serragem e lascas de madeira. Diferente dos mictórios convencionais, o sistema não precisa de água para funcionar, o que reduz o mau cheiro.
Um sensor monitora a quantidade de urina e notifica quando o mictório está cheio. Então, a camada de palha é removida e transformada em composto para adubar jardins e parques da cidade.
O novo mictório também está sendo usado em festivais de música, acampamentos e eventos esportivos (alô galera daqui do Brasil, olha o Carnaval). Como a recepção na estação Gare de Lyon foi positiva, a companhia nacional de trem planeja comprar mais mictórios para instalar em outras estações.
“Estamos fazendo uma economia circular. Utilizamos dois produtos de resíduos, a palha e a urina, para fazer algo que faz com que as plantas cresçam”, disse Laurent Lebot, um dos criadores do Utitrottoir, ao The Guardian.
O maior desafio é ter a certeza de que as pessoas reconhecerão a caixa como um mictório – questão enfrentada pela cidade de São Francisco, EUA, quando começou um programa semelhante em 2014. “Este é um equipamento totalmente novo, e na verdade as pessoas ainda não estão acostumadas”, afirma Lebot. “Um sinal será adicionado no Uritrottoir para explicar sua função”.

Posted on 22 février 2017 in Portugal

Share the Story

Back to Top